Como lidar com dores crônicas no inverno

O que é Espondilite Anquilosante?
maio 9, 2019
frutas e vegetais bons para articulações
10 alimentos benéficos no combate às dores nas articulações
junho 26, 2019
Exibir tudo

Como lidar com dores crônicas no inverno

O inverno se aproxima e já é possível sentir na pele as temperaturas mais baixas. Só que o frio não costuma vir sozinho. Se você faz parte do grupo de pessoas que sofre com dores nas articulações, deve sentir ainda mais a chegada do inverno. A relação entre a intensificação das dores no corpo com as mudanças de temperatura tem sido alvo de questionamentos há muitos anos. Estudos da Universidade de Harvard comprovam que há uma relação direta entre variações de temperatura e pressão com a intensidade de dores crônicas.

Acontece que o corpo, de forma natural, tende a contrair a musculatura em resposta aos alertas de defesa emitidos pelo sistema nervoso. Os vasos se contraem levando menos sangue às extremidades do corpo. Com a diminuição do fluxo sanguíneo, as articulações começam a doer. Para quem sente dor nas articulações, isso representa um agravante. O frio também influencia no tempo de reação muscular, o que explica a redução de proteção articular durante o movimento.

Quem sente dor

Os chamados “espasmos musculares”, a contratura involuntária e prolongada, são a razão do agravo das dores de portadores de artrites degenerativas.  As terminações nervosas são sensíveis ao frio e o calor (termorreceptores) e nociceptores (receptores de dor). Além dos pacientes diagnosticados com doenças reumáticas ou autoimunes, pessoas que praticam atividades físicas com regularidade podem sentir dores. Assim como pessoas com sobrepeso, devido à sobrecarga nas articulações.

Movimente-se

Com a chegada do frio, as pessoas tendem a se movimentar menos e abandonar atividade físicas. E esse é o maior erro. A maior recomendação é manter o corpo em movimento. Isso eleva a temperatura corporal, diminuindo a dor. A mesa recomendação vale para pacientes com dores crônicas: procures formas de se aquecer as articulações. Se a dor impedir a atividade física, faça bolsas de água quente sobre a área dolorida, tome banhos quentes e agasalhe-se bastante.

Aos esportistas, recomenda-se não elevar subitamente a carga ou a frequência de treinos. A atenção ao aquecimento deve ser redobrada e bolsas de água quente são bem-vindas para aquecer os músculos próximos ao ponto de dor. Essa atitude ajude a prevenir os espasmos e melhora a função muscular.

Dicas de como evitar dores

Além de manter-se ativo, outras ações podem ajudar a prevenir dores durante o inverno:

  • Agasalhe-se corretamente. Não esquece de proteger suas extremidades como pés e mãos.
  • Alongue-se com frequência. A vontade é de ficar na cama, mas o alongamento é uma prática essencial para evitar a contração dos músculos e auxiliar na lubrificação das articulações.
  • Espreguiçar-se ao acordar também é um tipo de alongamento.
  • Invista em aquecedores no quarto para evitar dores noturnas.
  • Massagens estimulam a circulação do sangue e destravam a musculatura.
  • Hidroterapia em piscinas aquecidas são um alívio para dores articulares e musculares.
  • Portadores de doenças ósseas degenerativas ou quem sofreu fraturas antigas podem recorrer à fisioterapia para aliviar as dores.
  • Bolsas de água quente proporcionam alívio imediato em caso de sequelas de faturas, dores musculares e sintomas da artrose, fibromialgia e artrite. Dores agudas com edemas devem ser tratadas com água fria ou combinação entre água quente e fria.